(Resenha) Mariposa, de Patrícia Baikal

resenha livro mariposa patrícia baikal

Romance envolvente, recheado de suspense, mistério e uma narrativa que faz devorar cada página em busca da próxima. Mariposa, asas que mudaram a direção do vento conduz o leitor em reviravoltas rápidas e surpreendentes como num bater de asas.

A trama, que se desenvolve no ano 2020, acompanha a história do jovem senador Nicolas. Neste futuro breve, muitas coisas ainda não mudaram no país: os políticos, atolados em corrupção; a sociedade urgente de mudanças; a mídia tantas vezes falhando em seu papel. Na arena de disputas políticas em que se desenvolve Mariposa, de um lado está Nico, representando as figuras que ainda sonham com justiça social e trabalham para que ela aconteça. Do outro, temos Brassel, um senador corrupto que tenta tornar a vida de seu opositor um inferno, usando de artimanhas políticas e criminosas. Nada muito distante da realidade de nosso Senado.

resenha livro mariposa asas que mudaram a direção do vento

Em meio a tantas emoções, a vida de Nicolas torna-se ainda mais vertiginosa com a aparição da misteriosa Mariposa, que vai guiá-lo ao longo de um percurso mais perigoso e complexo do que parece a princípio. Não surpreende o envolvimento entre ele e a figura feminina tão intensa. A forma como é descrita, faz com o que o mistério e charme de Mariposa se entendam de Nicolas também para o leitor. Ambos ficamos ávidos por saber mais sobre ela.

O envolvimento dos dois personagens centrais não desvirtua a tensão política, que por sua vez, não se torna chata nem maçante em momento algum. Um dos maiores méritos da história é fazer com que, mesmo o leitor que não está familiarizado com trâmites políticos, consiga ter uma compreensão total do jogo que se desenrola – e mais que isso, se sinta preso e interessado por cada capítulo. O ritmo acelerado e envolvente da história, principalmente da metade do livro em diante, torna a leitura super rápida e prazerosa. Se mais livros e obras da ficção abordassem a política com um quadro tão interessante, talvez tivéssemos uma população mais consciente e com uma percepção mais apurada do que acontece oficialmente e também por trás das decisões políticas. Como cita o próprio Nicolas,

“Quando se mudam as ideias, torna-se mais fácil mudar o mundo” (página 245)

Outro ponto que merece destaque é a importância das personagens femininas ao longo da história. Desde as ex namoradas, assistente, mãe, Mariposa, e até mesmo a presidente da república, seria impossível Nicolas se libertar do casulo sem elas.

mariposa livro patricia baikal resenha

Uma das coisas que mais me cativaram na leitura, é quão cinematográfica ela é. Impossível ler sem que um filme – e dos bons – desenrole-se na cabeça. Questionei a autora, e ela disse que já há alguém trabalhando em transformar a obra em roteiro e que existe um projeto caminhando nesse sentido. Ficaria muito feliz se ele se concretizasse e em assistir Mariposa em telas grandes. Na minha imaginação, Rooney Mara seria a companhia perfeita para Nicolas.

Vale destacar ainda o zelo e capricho na edição e envio do exemplar. A embalagem em que o recebemos é linda, a capa é fantástica e ilustra perfeitamente o caráter da história. A diagramação é de muita qualidade, assim como o papel. A revisão, impecável. Junto com o livro recebemos também marcadores de página da obra e do blog de Patrícia Baikal, o Palavras de Bandeja, onde a autora  publica semanalmente contos inéditos, alguns deles premiados.

Ficha técnica:
Título: Mariposa, Asas que mudaram a direção do vento
Autora: Patrícia Baikal
Editora: Kiron
ISBN-13: 9788581133713
Ano da Edição: 2014
Páginas: 293
Classificação no skoob:★★★★☆

Disponível na Amazon em e-book e impresso pelo site da Editora Kiron.

Pamela Caitano
22 anos. Jornalista e curiosíssima por histórias. Encontrou nas palavras amor, a profissão, e refúgio.

Comments

comments

Você pode gostar de

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *