Resenha – Em algum lugar nas estrelas, Darkside Books

resenha livro em algum lugar das estrelas darkside

Em algum lugar nas estrelas, de Clare Vanderpool, é, antes de tudo, um livro sobre se perder e se encontrar, e talvez principalmente, sobre encontrar uma forma de conviver com as perdas.

O intenso romance publicado pela Darkside Books conta a história de Jack Baker, um adolescente que tem sua vida desnorteada pela morte da mãe, pela relação confusa com o pai que não demonstra se importar, e pela repentina mudança que o leva a um internato no Maine, em um colégio militar.

resenha-livro-em-algum-lugar-nas-estrelas-darskide-books

É lá que Jack vai descobrir o oceano, descortinar o mistério das estrelas, e ancorar amizade com o enigmático Early Auden, “o mais estranho de todos os garotos”. Early é, sem dúvidas, um prodígio. Decifra casas decimais do número Pi como se lesse um romance épico, tem habilidades especiais, imaginação latente e senso de aventura contagiante. Por trás de tudo isso, existe uma enorme dificuldade em se relacionar com o mundo e de lidar com seus sentimentos e com as pessoas ao seu redor.

resenha-em-algum-lugar-nas-estrelas-darskide-books

Seu comportamento é característico de quem apresenta síndrome de Asperger, uma forma branda de autismo que veio a ser descoberta muito tempo depois da Segunda Guerra – e que inspirou personagens conhecidos e queridos como o Sr. Spock (Star Trek) e Lisbeth Salander (Trilogia Millennium). Além disso, a forma como o personagem descreve os números sugere também algum nível de cinestesia.

resenha livro em algum lugar das estrelas darkside

Obcecado por padrões, Early Auden tem regras específicas sobre que músicas deve ouvir em cada dia da semana: Louis Armstrong às segundas; Sinatra às quartas; Glenn Miller às sextas; Mozart aos domingos e Billie Holiday sempre que estiver chovendo (de acordo com disco que acompanha a edição). Uma das coisas mais bacanas é que a editora organizou a playlist no Spotify e é possível ouvi-la enquanto lê.

A escola fica vazia com a chegada das festas de fim de ano, e é neste momento que começa o ponto alto da narrativa. Todos voltam para casa, exceto Jack e Early. Ainda que com muito ceticismo e um pouco contra a vontade, Jack acompanha o amigo em sua jornada ao encontro do lendário Urso Apalache. A aventura os leva a piratas, criaturas fantásticas, companhias inesperadas, reencontros impossíveis com a vida e com a morte.

resenha-livro-em-algum-lugar-nas-estrelas-clare-vanderpool

A história da aventura de Pi, criada por Early, e a aventura vivida por ambos, se misturam quase que num realismo fantástico. Essas pinceladas também funcionam como uma metáfora para como as histórias inventadas ajudam a vida real a fazer mais sentido, ser mais suportável e tangível.

livro-em-algum-lugar-nas-estrelas-darskide-books

Sendo que somos todos poeiras das estrelas, é poético pensar que ambos funcionam como guias nas histórias – estrelas, coordenadas geográficas, ursa maior, mãe. Seja pela vida ou pelas águas, é muito mais fácil encontrar calmaria quando se há guias, um norte. É deste tipo de porto que carecem os personagens centrais do livro.

Como oceano e estrelas são grandes aliados na narrativa, os elementos ganham destaque na edição mais uma vez caprichada da Darkside Books. Em resumo, Em Algum Lugar nas Estrelas é uma história gostosa de ler, que deixa marcas e ideias sobre como os caminhos sempre se cruzam. É também uma ótima opção para presentear, pois é o tipo de obra que, com certeza, tem o poder de fazer com que alguém se apaixone pela leitura e encontre nela magia e conforto.

resenha-em-algum-lugar-nas-estrelas-darskide-books-clare-vanderpool

resenha-em-algum-lugar-nas-estrelas-darskide-books-clare-vanderpool

 

Continue Reading

(Conto) Um último drink

fot oo avenida 1

Com um aceno discreto, indicou ao garçom que o servisse outra dose de whisky. Já era a quinta vez que repetia o movimento quase automático. Não tinha a intenção de ser carregado daquele  bar por clientes piedosos de sua situação. Sabia quando deveria parar e estava consciente que tal momento ainda parecia distante.

Continue Reading

(resenha) A menina submersa – Caitlín R. Kiernan

resenha a menina submersa livro

Sempre há um canto de sereia que te seduz para o naufrágio.” Desde as primeiras páginas de A menina Submersa, você sabe que está sendo arrastado para uma história sombria e aterradora, mas não é capaz de resistir à sedução da narrativa, e à poesia peculiar de suas palavras. Assim como a menina, submergimos em um universo habitado por fantasmas e dores, onde a realidade, o mítico e os mistérios da mente se convergem.

Continue Reading

O que a season 4 de Orange Is The New Black trouxe – e o que podemos esperar da próxima temporada

008

Não há dúvidas que Orange is the new Black é a produção original de maior sucesso da Netflix, inclusive responsável por angariar novos assinantes para a plataforma quando foi lançada, em 2013. A quarta temporada da série foi disponibilizada ao público no dia 17 de junho e felizmente trouxe novidades e avanços na trama, ao contrário da esquecível temporada anterior.

Continue Reading

Maratona literária de férias 2016 | #MLdeFérias

#MLdeFérias

Olá, pessoal!

Esse é um post em conjunto aqui dos membros do blog que é também um convite pra vocês! Vamos participar da #MLdeFérias que vai rolar de 16/07 ao 14/08.  Apesar de todos estarmos super empolgados com a proposta de uma maratona literária para dar aquela aceleradinha na leitura, nós fomos bem realistas com as escolhas dos livros, outros projetos em andamentos, e a rotina de trabalho e estudo. Acabamos por conciliar as obras escolhidas com outras leituras e nossas metas do Skoob. A Maratona Literária de Férias está sendo promovida pela Ju, do Nuvem Literária, Mel do Literature-se, Thaís do Pronome Interrogativo e a Maidy do Dear Maidy.

Continue Reading

(resenha) Laranja Mecânica, Anthony Burgess

laranja mecânica resenha livro

O livro, narrado em primeira pessoa, conta a história do icônico Alex Delarge. O cenário de Laranja Mecânica é uma sociedade futurista, em que a violência atinge uma proporção absurda, e provoca uma resposta ainda mais absurda de seu governo totalitário. Nesse ambiente, o adolescente de 15 anos lidera um grupo de jovens de delinquentes, cujas atividades incluem crimes como assassinato, roubo, espancamento e estupro.

Continue Reading